PLUGIN_ESTATISTICA
Ford Triauto - Araguari, Caldas Novas, Catalão

21/03/2016 | Dicas

A Ford Brasil oferecem dicas de Saúde a Bordo!

Ford Brasil reuniu especialistas no evento Saúde a Bordo, em São Paulo, para dar dicas de como higienizar corretamente o interior do veículo, fazer a manutenção do ar-condicionado, ajustar o banco e ensinar exercícios que ajudam a aliviar a tensão no trânsito

As pessoas passam cada vez mais tempo dentro do carro, o que torna a limpeza e ergonomia da cabine não só um item de conforto, mas também de saúde para o motorista e os passageiros. Pensando nisso, a ‪#‎Ford‬reuniu especialistas no evento ‪#‎SaúdeaBordo‬, em ‪#‎SãoPaulo‬, para dar dicas de como higienizar corretamente o interior do veículo, fazer a manutenção do ar-condicionado, ajustar o banco e ensinar exercícios que ajudam a aliviar a tensão no trânsito.

Fazer periodicamente a limpeza do interior do carro evita o acúmulo de bactérias, fungos, vírus, ácaros e mau cheiro, especialmente em itens como os cintos de segurança, volante, bancos, câmbio, painel, cadeirinha de criança e tapetes. Para essa tarefa, a infectologista Alina Habert recomenda usar álcool 70, água, sabão, aspiradores de pó, água e espuma, detergente e desinfetante.

“No final, é importante deixar os locais bem secos para evitar a proliferação de fungos e bactérias”, diz. Manter no veículo uma sacolinha de lixo, garrafa de água renovada e lenços de papel são outras recomendações. Se o interior do carro tiver contato com água de enchentes, deve-se lavar a área exposta com água sanitária (na proporção de 400 ml para 20 litros de água) e deixar 30 minutos antes de remover para evitar o risco de leptospirose.

Qualidade do ar

Andar com as janelas do carro fechadas e o ar-condicionado ligado evita a exposição da cabine a gases poluentes e partículas externas. Mas é preciso trocar o filtro do ar-condicionado a cada 20 mil km ou dois anos para evitar o acúmulo de bactérias, fungos, ácaros e pólen. Para veículos que circulam em regiões de terra e poeira, essa periodicidade deve ser menor.

Como padrão global, todos os carros da Ford Motor Company vêm de fábrica com filtro de pólen, que elimina poluição, poeira e bactérias e reduz os odores do ar externo. A água condensada no evaporador do ar-condicionado normalmente é um foco sujeito a contaminação nos carros. A Ford reduz essa possibilidade posicionando o sistema de drenagem em um ângulo que garante a eliminação de toda a água da caixa de ar, junto com um sistema eficiente de vedação dos dutos de reciclagem do ar. Eduardo Pinto, supervisor de Engenharia de Climatização da Ford América do Sul, recomenda estas ações para secar o evaporador e evitar a proliferação de fungos:

Alguns minutos antes de chegar ao seu destino, desligue o ar-condicionado e mantenha a ventilação no máximo, com a saída de ar voltada para o painel e os pés;
Coloque o seletor de temperatura no ar quente e mantenha a ventilação no nível máximo por cerca de dois minutos.
O sistema de recirculação do ar interno deve ser usado até a cabine atingir o ponto de conforto térmico. “Em seguida, o ideal é desligar essa função para permitir a renovação do ar e evitar o ressecamento”, explica. “A recirculação também pode ser usada, momentaneamente, para impedir a entrada de fumaça e odores indesejados.”

Ajuste do banco

Ajustar corretamente o banco ajuda a evitar dores musculares, principalmente para os motoristas que dirigem muito tempo no trânsito. O médico Edson Kayanuma, especializado em Medicina de Tráfego e supervisor de Saúde da Ford América do Sul, dá as seguintes orientações:

Posição dos membros superiores: mantenha os braços semiflexionados. Dirigir com eles esticados por muito tempo aumenta a sobrecarga no pescoço e nos ombros. O assento não deve ficar muito longe do volante e o encosto muito inclinado pode resultar em dores nos músculos extensores do dorso.
Calcanhar no chão: ajuste o assento para que os pés, mesmo perto dos pedais, fiquem inteiramente apoiados no chão. Isso ajuda a corrigir a postura e reduz as dores nas costas, ombros e pernas. Assento muito baixo provoca dores no dorso e pescoço; em posição muito alta, afeta pernas, joelhos e pés.

Alongamento e exercícios

No trânsito, a contração dos músculos tende a deixar o motorista tenso. A educadora física Betina Dantas, criadora da modalidade Ballet Fitness, indica alguns exercícios de alongamento simples que ajudam a relaxar o corpo, aproveitando os momentos em que o carro está parado:

Braços alongados: aproveite para relaxar a musculatura, inclusive a dos ombros. Entrelace os dedos e, em seguida, estenda os braços, mantendo os cotovelos para fora. Depois, tente esticar um dos membros junto ao peito, enquanto o outro o sustenta. Mantenha essa posição por pelo menos 15 segundos e repita com o outro braço.
Pescoço esticado: para diminuir a tensão do pescoço, gire a cabeça lentamente para um lado e depois para o outro, repetindo o movimento três vezes. Coloque também sua mão sobre a orelha oposta, por cima da cabeça, e puxe por ao menos 10 segundos. Em seguida, faça o mesmo com o outro lado.
Apertar bolinhas de mão (usadas em fisioterapia) ativa a circulação, fortalece os braços e ajuda a relaxar os ombros. Repita dez vezes com cada mão durante as paradas.
Dos pés para o corpo: para melhorar a circulação e desenvolver a musculatura da panturrilha, flexione a planta dos pés, como se estivesse jogando os dedos para baixo. Depois, faça o inverso, apontando os dedos para cima. Repita pelo menos dez vezes a cada 30 minutos.